Domingo, 25 de Junho de 2017

Livro: A MONTANHA ILUMINADA

Lido 198 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Esta obra apresenta, com singular beleza de detalhes, a aparição de Nossa Senhora da Salette a Melânia e Maximino. O autor descreve o evento da aparição com transparência e preocupação pela verdade histórica do evento e de seus desdobramentos, sem se deixar levar por interpretações inconsistentes que deturpam o Fato da Salette. O interesse maior é comunicar a Mensagem de Nossa Senhora a seu povo, conforme o seu pedidoa Melânia e Maximino.

Nessa aparição, a misericórdia de Deis se reflete nas feições maternas, atitudes e mensagem da Mãe de Jesus e nossa. A paixão sofrida pelos habitantes de La Salette, em sua fragilidade de vida socioeconômica e religiosa, foi assumida por Deus em sua compaixão pelo seu povo.

Na dinâmica da misericórdia divina, Maria, compadecida, convoca seus filhos à reconciliação por um processo de conversão. Nisto consiste o Fato da Salette: intenso apelo ao povo de Deus para que, pela misericórdia de Deus, supre as profundas rupturas em que vive. A reconciliação é o caminho da paz, e Salette é mensagem de esperança.

Numa tarde de fim de verão, a 19 de setembro de 1846, uma "Senhora", revestida de clarão sem par, apareceu a Maximino Giraud e Melânia Calvat, duas pobres crianças, pastoras de ocasiaão e sobreviventes da baixada humana. O evento aconteceu no cenário reduzido, discreto e agreste de um valinho, junto à minúscula fonte intermitente ao lado do riacho Sézia, a 1.800 metros de altitude, no alto do Monte Planeau, coração do imenso e magnífico anfiteatro montanhoso, aos pés dos Montes Gargas e Chamoux. Uma claridade imensa iluminou o recanto obscuro, Misteriosa luz brilhou na Montanha bendita naquela tarde, como na noite dos pastores de Belém (Lc 2,9), e iluminou um povo na escuridão do sofrimento.

Última modificação em Terça, 10 Janeiro 2017 13:38

Mais Lidas

O Tempo Comum

05 Jun 2017 Notícias Salette