Domingo, 17 de Dezembro de 2017

A Vocação de ser pai

Publicado em Notícias Salette
Lido 1250 vezes
Avalie este item
(0 votos)

 

O pai tem o filho, não para si, mas para que a humanidade seja presenteada.

 

 

Um poder misterioso no ser humano é a capacidade de transmitir a vida. Damo-nos conta que recebemos a nossa vida pelos nossos pais, podemos transmitir a vida através dos nossos filhos e nos relacionamos para gerar novas vidas. Essa regra de transmissão da vida mostra que não há indivíduos isolados.

 

 

Somos profundamente marcados pelos nossos pais. ‘Tal pai tal filho’ mostra que a identidade de cada pessoa não está desligada da sua origem. Temos uma história. A nossa vida é soma de múltiplas relações. Não recebemos do nosso pai apenas o aspecto biológico da vida. A condição humana foi acumulando, ao longo da sua história, muitos valores. Sempre achamos que progredimos na visão das coisas e no comportamento humano.

 

 

Somos mais filhos da nossa cultura do que da natureza. Desde o nascimento, o pai biológico vai introduzindo seu filho na sua cultura, para adquirir modos e normas. As atitudes humanas vão sendo moldadas. Dizemos que somos educados, mas a base da educação está no coração de nossos pais. É o amor.

 

 

Sentimos que somos amados pelos nossos pais. Eles nos acolhem e nos ensinam tudo da vida. Aprendemos a conserva, proteger e transmitir a vida. Para conservar, a vida necessita de cuidados especiais e alimentação adequada. Toda forma de violência põe em risco a proteção da vida e a transmissão da vida é uma responsabilidade diante das gerações futuras.

 

 

A vocação de ser pai, portanto, está ligada ao tema da vida. Tem a ver com a cultura, o mundo do trabalho, o sistema educacional, a religião, a saúde, a maturidade afetiva e psicológica… Pela paternidade passam todas as questões que envolvem o ser humano. Não importa onde, ou quando seja o nascimento.

 

 

Diz a experiência: “Aprendemos a ser filhos depois que nos tornamos pais; a ser pai depois que somos avôs”. Vemos que em nossa trajetória de vida há uma constante: a condição de aprendiz. Ser pai significa abertura para a vida. Ser pai é expressão de amor. Ser pai é ir ao encontro da condição de herói e exemplo para alguém. É assumir o papel para o outro. Orgulhar-se dele. Ser pai é abraçar a coautoria na transmissão da vida.

 

 

O provérbio ensina: “um pai trata de 10 filhos e 10 filhos não tratam de um pai”. Os pais vão ficando órfãos dos seus próprios filhos. Eles crescem independentes dos pais, que ficam exilados dos filhos. Mais um exemplo da obra que sai do controle do seu criador. O pai tem o filho, não para si, mas para que a humanidade seja presenteada. Ser pai é vocação.

 

 

 

 

 

Feliz dia dos pais!

 

 

Mais Lidas

Advento: Significado e origem

04 Dez 2017 Notícias Salette

O tempo do Advento

04 Dez 2017 Notícias Salette

A lição da humildade: Maria e José

05 Dez 2017 Notícias Salette